Porque MUDAR é preciso.

Oi amores,

Faz um tempo que não entro aqui pra escrever algo… Algumas coisas aconteceram no último mês, que me fizeram parar para refletir sobre a vida em geral. Esse tempo de reflexão me trouxe inspiração para escrever sobre alguns temas.

Ando pensando bastante sobre como as pessoas reagem à palavra MUDANÇA.

A mudança é o único fator constante nesse mundo. Toda energia e matéria muda, se transforma, cresce e morre. Todos nós sabemos que isso é natural, mas o modo como as pessoas tentam não mudar, me parece não ser.

Quando nos agarramos ao jeito que as coisas eram, as memórias antigas, e nos fazemos acreditar a todo instante, apesar dos indícios nos mostrarem o contrário, que qualquer coisa nessa vida é permanente, estamos muitas vezes (até inconscientemente), atrasando nossa evolução em diversos fatores.

Por isso, a maneira como vivenciamos cada mudança, é extremamente importante e decisiva, já que é única e exclusivamente determinada por nós.

Eu, há um ano, era uma pessoa completamente diferente da que eu sou hoje. E foram as minhas vivências e o modo como lidei com elas que me fizeram ser o que sou agora. A minha essência é a mesma, mas a minha visão e valores mudaram bastante.

Sempre fui uma pessoa muito apegada ao passado, e ao mesmo tempo, muito ansiosa com o futuro. Quando aprendi que esses dois fatores me distanciavam do estado de gratidão e felicidade, mudei.

Costumava fazer muitas coisas que eu nem gostava, com o pensamento de que um dia elas valeriam a pena, sem me dar conta de que o momento de valer a pena é agora. Que se valer a pena agora, no futuro também valerá.

Quando focamos nossa vida no passado, por momentos bons que vivemos lá atrás e não vivemos agora, estamos sem perceber, desperdiçando aquilo que nos é oferecido hoje. O mesmo acontece quando ficamos ansiosos para o próximo capítulo, esquecendo que ele pode nem existir.

Podemos não enxergar num primeiro momento, mas tudo o que acontece em nossa vida, tem um propósito de ser. Tudo, principalmente os fatos que nos trazem frustrações e sofrimento de alguma forma, servem para um aprendizado.

Você está exatamente onde deveria estar, e se você não gosta de onde está, não há nada que te impeça de mudar.

A mudança começa em você, nas suas ações, na forma como pensa, sente e ouve, a si mesmo, e ao próximo. Aprender a ouvir a si mesmo, reconhecer seus limites, suas fraquezas, é fundamental para reconhecer isso nas pessoas que você convive.

Se você deseja mudar, quer dizer que você deseja evoluir. Que você não se encaixa mais no ambiente em que está vivendo e que a pessoa que você é agora, talvez não seja a pessoa que você realmente deseja ser amanhã. E isso é muito bom.

Por outro lado, se você está com medo de alguma mudança que está por vir, ou que já está acontecendo, deixe que as coisas sejam como são, crie novas histórias e saia da sua zona de conforto. É muito natural ficar apreensivo quando algo novo se apresenta para nós, mas tenha a certeza de que tudo nos é enviado para o bem.

Você pode não acreditar muito nisso, mas experimente entregar (pro que for que você acredita), confiar, aceitar e agradecer tudo o que vier. Te garanto que de alguma forma, você vai ampliar seus horizontes e começar a enxergar o que acontece de outro jeito.

Quando você começa a aceitar o que acontece, independente do que for, e confiar que no fim aquilo vai te trazer algo bom, o mundo começa a ser um lugar muito melhor para se estar.

Em síntese, deixe o passado onde ele deve estar, não se preocupe com o que vêm amanhã, e viva o hoje sendo a melhor pessoa que consegue ser. Não desperdice seu tempo vivendo aquilo que não gosta, convivendo com pessoas que sugam sua energia, e fazendo coisas para agradar a todos, menos você.

Se por acaso, suas decisões te levarem para algum lugar ruim, não desista. Nossas escolhas, mesmo que “erradas” algumas vezes, no mínimo nos fazem enxergar aquilo que não queremos. Você é a única pessoa que pode transformar sua vida, não tenha medo disso.

Beijos,

Marina.