Quando ele(a) não te quer.

Oi amores,

Hoje escrevo sobre um tema que ultimamente, tenho visto algumas amigas passarem.

Falar sobre rejeição é bem difícil, ainda mais quando se fala na rejeição daquela pessoa que você, geralmente, quer muito.

Quando estamos envolvidos emocionalmente com alguém, tendemos a não enxergar tão claramente as situações e evidências que se apresentam em sua relação com aquela pessoa. E é aí que começa todo o problema.

É natural depositarmos expectativas (veja post anterior) e esperanças em alguém que gostamos e queremos estar junto, mas é importante que esse querer, não passe por cima do amor próprio, e até mesmo, como muitas vezes acontece, te desvie da realidade.

Quando gostamos de alguém, damos o nosso melhor, para agradar, estar junto, compartilhar momentos… O problema, é quando nós fazemos isso sozinhos, sem perceber que estamos fazendo sozinhos.

Por isso, amiga(o), vou escrever os principais sinais de quando ele(a) não está tão afim de você:

  1. Ele(a) some – Acho que esse é o sinal principal. Já passei por isso, e sei que muitas amigas passam também, o famoso sumiu por dias, semanas, mês… Já percebeu que esse sumiço sempre tem algum motivo pouco plausível (mas que a gente insiste em acreditar)? Às vezes, sem motivo nenhum, a pessoa simplesmente some. E aí, você fica pensando “mas meu Deus, só pode ser morte de alguém da família, do cachorro ou dele(a) mesmo.”, mas não, ele(a) só dormiu por 20 dias;
  2. Aparece quando quer – Normalmente isso vem depois desse sumiço sem motivo… Ele(a) simplesmente aparece querendo te ver, e você na mesma hora se prontifica a atender esse pedido (as vezes a gente faz um charme de 2 dias). E o que acontece depois? O sinal número 1;
  3. Não tem ciúmes, mas é possessivo(a) com você – Ele(a) não te dá motivos, mas exige sua companhia quando bem entende (viu como todos os motivos estão ligados), não gosta que você tenha outros planos, outros amigos coloridos, outra vida quando ele(a) pretende estar na sua. Normalmente, sai só com você, sem ninguém por perto (não porque ele é tímido, mas porque não quer perder o título de solteiro);
  4. Não dá a mínima pra sua vida – Você teve uma semana difícil? Ou conquistou algo muito bom? Pois, conte com o mundo todo para compartilhar isso, menos com ele(a). Normalmente o papo de vocês, é sobre como ele(a) é egocêntrico e não tem o menor interesse nas coisas que você diz, mas nas horas em que precisa, é pra você que ele(a) corre pra chorar no ombro;
  5. Não responde suas mensagens e ligações – Ele(a) não se preocupa em manter contato. É o seu contato que mais te deixa com os dois risquinhos azuis sem resposta. Depois vêm com desculpinhas da boca pra fora, e o ciclo todo se repete.

Enfim, se você se identificou com esses sinais e está vivendo um relacionamento assim, comece a refletir se isso acrescenta algo na sua vida, ou se é apenas um desperdício de energia e amor com alguém que não merece.

Pense na pessoa maravilhosa que você é, nas pessoas que adorariam estar no lugar dessa outra pessoa que não te dá valor nenhum, no tempo que você investe pensando e fazendo coisas por ele(a), enquanto você poderia estar fazendo por você, e nas coisas ruins que você acaba fazendo com você mesmo por decepções/raiva/tristeza que passa com ele(a).

Se você está lendo isso aqui, é porque já é privilegiado demais nessa vida, não pelo meu texto (não pensem que o sucesso subiu à cabeça rs), mas porque você pode ler, porque provavelmente está na sua cama, sofá ou em algum lugar confortável (que muitas pessoas gostariam de estar), portanto, não se diminua por ninguém, nem deixe que alguém roube sua energia ao ponto de se esquecer o quanto é bom ser você.

Todos temos o livre arbítrio de escolher qualquer coisa pra nossa vida. Por isso, escolha o melhor, escolha se valorizar, escolha pessoas que te querem bem, pessoas que te aceitam como você é, que cuidam de você, que se importam com você…

Escolha, no mínimo, alguém que esteja disposto a gastar a mesma energia, tempo e sentimento que você.

Beijos,

Marina.